Universidades francesas abrem candidaturas para ensino superior

Quem deseja fazer graduação e pós-graduação na França no ano letivo 2017-2018 já pode enviar sua candidatura por meio do site Campus France Brasil, a agência francesa para promoção do ensino superior. Os dossiês eletrônicos devem conter informações sobre os percursos acadêmico e profissional dos candidatos, além de motivação e outros anexos.

A data limite para envio dos dossiês varia de acordo com o nível e a área de estudo. O prazo máximo é março de 2017. As aulas no sistema de ensino superior na França têm início, normalmente, em setembro. Todas as informações sobre o calendário e o processo de candidaturas estão no site do Campus France Brasil.

Todos os anos, cerca de 300 mil estudantes internacionais são acolhidos pelas universidades e outras instituições de ensino superior francesas. De acordo com a Unesco, a França é o terceiro país que mais acolhe brasileiros que decidem estudar no exterior (atrás de Estados Unidos e Portugal).

Intercâmbio
O governo francês informa que, no ano letivo 2015-2016, 5.245 brasileiros foram matriculados no sistema de ensino superior do país. Desse total, 36% na licence (equivalente ao nível de graduação), 41% no master (pós-graduação) e 23% no doutorado.

Entre os cursos mais procurados, estão letras, línguas e ciências sociais; ciências exatas (incluindo engenharia, matemática e física) e ciências do esporte; além de direito e ciências políticas.

Em 2016, mesmo dentro de um contexto de redução da mobilidade universitária internacional, a agência Campus France Brasil registrou alta de quase 60% nas candidaturas individuais (sem vínculo com universidades brasileiras) para graduação e pós-graduação. O número absoluto saltou de 288, em 2015, para 454, no ano seguinte.

Benefícios para brasileiros
O custo relativamente baixo dos estudos na França é um dos principais fatores de escolha dos alunos estrangeiros. Todas as universidades são públicas e têm o mesmo nível de qualidade. O governo francês toma a seu cargo 90% do custo do ensino e não há distinção entre estudantes franceses e estrangeiros. A anuidade em uma universidade custa entre 200 e 400 euros – sendo o mesmo preço para alunos nativos e internacionais.

Com o visto de estudante de longa duração, é possível trabalhar meio período. Os alunos das instituições francesas ainda têm acesso a restaurantes universitários, auxílio-moradia e planos especiais para transporte. Além disso, os brasileiros que vão para a França podem se candidatar a mais de 200 programas de bolsas de estudo.

Sobre o Campus France
Presente em mais de 110 países, Campus France é a agência governamental francesa responsável pela promoção do ensino superior, o acolhimento e a mobilidade internacional. A agência é ligada aos ministérios franceses da Educação e das Relações Exteriores. No Brasil, está vinculada ao Serviço de Cooperação e de Ação Cultural da Embaixada da França.

A agência Campus France Brasil oferece orientação personalizada e gratuita aos interessados em estudar na França e também centraliza o procedimento de candidatura para grande parte das universidades do país europeu.

Fonte: São Paulo, SP (DINO)

Foto: Divulgação/Campus France