Startups do Amazonas com oportunidades de receber investimentos

 

O primeiro “Workshop Como Realizar Investimentos em Startups”, realizado pelo Centro Internacional de Negócios do Amazonas (CIN-AM) em parceria com a FabriQ Aceleradora contou com a participação de 44 empresários do Estado que apresentaram interesse em investir nos novos projetos empresariais.

Realizado neste mês, o evento ministrou esclarecimento sobre a modalidade de negócios bem como funcionamento e atrativo mercado, aspectos fiscais, contábeis, tributários e o panorama das Startups que já atuam no mercado amazonense.

Ainda no workshop, foi lançado oficialmente o “Clube de Investidores do Norte”, com a apresentação do que já está consolidado na região, bem como os benefícios de uma startup.

Os palestrantes do evento que foram o Dr. Joabe Hardman, o contador João Paulo, o gerente-executivo da FabriQ, Fredson Encarnação e Daniel Goettenauer, também executivo da FabriQ, apresentaram aos participantes informações sobre a nova legislação (Lei Complementar 155), publicada em outubro deste ano, que trata sobre os investimentos no segmento nos estados.

Para o gerente do CIN-AM, Marcelo Lima a experiência na realização do workshop mostrou que o mercado de startups está em franco crescimento e precisa de mais iniciativas que tenham o objetivo de esclarecer todos os aspectos ligados a esse tipo de empresa.

“A existência da nova legislação para os investimentos em startups precisa ser amplamente discutida e esclarecida para que os empresários do ramo, bem como investidores tenham em mãos todos os instrumentos necessários para a consolidação do mercado no estado”, explicou Lima.

Segurança

Para Sérgio Brasil da Startup ‘Ganhe na Tela’, o encontro ofereceu informações que darão maior segurança para o investidor na hora da decisão. “Com essa segurança, o acesso das startups aos investimentos terá mais facilidade. A iniciativa foi bastante válida e principalmente esclarecedora”, destacou Sérgio.

A ‘Ganhe na Tela’, que é uma empresa de App de propaganda mobile tem quase 500 mil usuários cadastrados em mais de 2.500 mil municípios brasileiros.

Na opinião de Barbara Nicolau, fundadora da ‘DreamKid Stúdio’, especializada na produção de conteúdo digital lúdico e educativo para o público infantil, o evento foi fundamental para o crescimento do mercado. “Existem diversos investidores que têm condição de investir em startups, mas infelizmente não o fazem pela falta de conhecimento e o workshop nos proporcionou isso”, frisou.

Flávio Montenegro Filho, da ‘eMercado’, considerou a iniciativa do CIN em parceira com a FabriQ um passo importante para aproximar os investidores das startups e ampliação do networks dos participantes. “Fico feliz em ter participado de um evento que nos ajudará a enxergar como os investidores podem se interessar em fechar negócios com as startups”, considerou.

A ‘eMercado’ atua no mercado há um ano e é um aplicativo gratuito que exibe as ofertas de supermercado de uma forma diferente dos encartes ou folhetos tradicionais.