Sine Manaus promove mutirão para emissão de Carteira de Trabalho

Mutirão segue até às 15h desta quarta-feira. Foto: Valdecir Galor/SMCS

A Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), por meio do Sine Manaus, encerra nesta quarta-feira (7) o mutirão para a emissão de Carteiras de Trabalho e Previdência Social (CTPS). A ação segue até às 15h, no posto do Centro, localizado no Edifício Garagem, na Avenida Floriano Peixoto, 134, Centro.

Segundo a gerente de Atendimento do Sine Manaus, Letícia Mesquita, a iniciativa será realizada para atender ao aumento da demanda de atendimento gerado com a suspensão do serviço este ano. O serviço parou por diversas vezes em 2016 por conta da implantação do novo sistema do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que ficou em fase de adaptação por seis meses.

“O posto atende, em média, a 50 pedidos de emissão da CTPS todos os dias e a nossa expectativa é dobrar esse número de emissões ao dia”, explicou Letícia, lembrando que a ação contribuirá, também, para ajudar quem está sem o documento e busca emprego temporário no comércio, durante as festas de fim de ano.

O serviço de emissão de CTPS será oferecido tanto para a primeira quanto para a segunda via do documento. Os documentos exigidos para a primeira emissão da Carteira de Trabalho são: Carteira de Identidade, Certidão de Nascimento ou Casamento, CPF, Título de Eleitor e Comprovante de Residência.

Para a segunda via, é necessária ainda a apresentação da CTPS antiga ou Boletim de Ocorrência Digital, com número e série da mesma. A Carteira de Trabalho estará disponível para a retirada na própria unidade em um prazo de sete a 15 dias.

Atualmente, o Sine Manaus possui em seu cadastro mais de 103 mil trabalhadores. Por mês, o órgão atende 9.600 mil pessoas. Todos os meses são inseridos no mercado de trabalho por meio do Sine Manaus, em média, 107 trabalhadores.

Novo sistema

Com intuito de dar maior agilidade ao atendimento e prevenir fraudes, um novo processo para a emissão da Carteira de Trabalho e Previdência Social foi implantado em todo o país pelo Ministério do Trabalho. A partir dessa mudança, o cadastro de dados da carteira passou a ser realizado por meio de um sistema online do MTE.

Depois da etapa na internet, um prazo de dez dias é estabelecido para a entrega do documento. O prazo ocorre por conta da verificação de dados da Receita Federal, da Caixa Econômica Federal e dos Correios.

A apresentação dos documentos de identificação exige a presença do próprio titular interessado em obter a carteira que, obrigatoriamente, precisa fazer a assinatura digital para ter acesso ao documento dentro do prazo estipulado pelo MTE.