Sine Amazonas inicia atendimento aos egressos do Exército

Os primeiros egressos do Exército Brasileiro deram início ao cadastro no posto central do Sine Amazonas, no Centro de Manaus, na manhã desta segunda-feira, dia 9. Trata-se de uma parceria entre o Comando Militar da Amazônia (CMA) e o Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab), que visa buscar oportunidades no mercado de trabalho para os recém-saídos das Forças Armadas, assim como ampliar o banco de dados do Sine Amazonas com mão de obra qualificada.

 O CMA vai realizar uma triagem em suas unidades e encaminhar ao posto central do Sine Amazonas os interessados em obter a Carteira de Trabalho, assim como realizar o cadastro para emprego. Espera-se que mais de 600 homens busquem esse atendimento especial, que vai se estender por 31 dias úteis em horário diferenciado, de acordo com o diretor do Sine Amazonas, Arilson Vieira.

 O secretário da Setrab, Breno Ortiz, destacou que esta é uma parceria bastante exitosa, que já despertou a atenção de alguns empresários, que entraram em contato com a secretaria interessados em mais essa mão de obra qualificada oferecida pelo Sine Amazonas. “A disciplina que eles recebem no período em que passam nas Forças Armadas é muito bem-quista aqui fora pelo mercado de trabalho. A Setrab, por meio do Sine Amazonas, vai fazer a ponte entre o empregador e esses jovens, que buscam a inserção no mercado de trabalho”, afirmou o secretário, que destacou que a parceria será estendida futuramente para Aeronáutica e Marinha.

 Qualificação – Segundo o representante do CMA, coronel Dovanil Ferraz, o Exército possui o Projeto “Soldado Cidadão”, que tem a missão de qualificar profissionalmente os recrutas que prestam o serviço militar e complementar sua formação. Entre as áreas de qualificação disponibilizadas estão mecânica, informática, vigilância, eletricidade, transportes, entre outras. Criado em 2002, na cidade do Rio de Janeiro, o projeto começou a se expandir para todo o Brasil, em 2004. Hoje está sob a responsabilidade do Ministério da Defesa.

“Existe um aporte de recursos para os comandos militares de áreas, que fazem licitações para que empresas possam oferecer qualificação em várias áreas para esses soldados”, explicou o coronel. “Além dessas qualificações a eles oferecidas, nós também podemos destacar a formação militar que eles recebem, por meio da disciplina e da obediência hierárquica, também importante para o reposicionamento deles na sociedade”, completou o coronel Dovanil Ferraz.

 E é nessa expectativa que está o jovem Felipe Santos, 19 anos, que estava entre os que procuraram o posto central do Sine Amazonas na manhã desta segunda. Depois de um ano no Exército, ele agora busca um emprego para pode ajudar na renda da família. “Lá dentro, tive experiência em design e fotografia, além de trabalhar na parte administrativa. Essa oportunidade que estão nos dando é muito importante para nos inserir no mercado de trabalho”, afirmou Felipe.