Procura por intercâmbio continua crescendo, apesar da crise

Os brasileiros têm investido cada vez mais em estudos no exterior como forma de desenvolvimento pessoal e profissional, além de adquirir conhecimento de novas culturas e aprimorar um idioma. Mesmo diante de uma crise econômica, a busca por intercâmbio cresceu no mercado em 2016.

Os destinos mais procurados por intercambistas são os de língua inglesa, que possuem lindas paisagens, alta qualidade de vida e segurança. A queda do dólar possibilitou o aumento das vendas de pacotes para os Estados Unidos, fazendo o país voltar ao topo do ranking de locais mais procurados, concorrendo com o Canadá, que tem um custo mais baixo em relação aos outros destinos.

Austrália e Nova Zelândia também se tornaram uma alternativa bastante atrativa, pois oferecem o programa Study and Work, que possibilita conciliar o estudo com o trabalho remunerado. A Irlanda, além de apresentar essa característica, tem um diferencial para os intercambistas, pois sua localização favorece viajar e conhecer países europeus com maior facilidade.

A empresa de intercâmbio World Study, que neste mês comemora 18 anos de atuação no Brasil, compartilha do momento favorável: em 2016, teve um crescimento de 25% em número de alunos na comparação com o ano anterior. Em 2017, assim como as expectativas gerais, essa procura tende a se expandir.

Para o diretor da World Study BH, Paulo Silva, um grande fator para manter a procura aquecida é estar sempre na vanguarda e oferecer inovações do mercado de intercâmbio para os alunos. “Nossa empresa possui diversos programas para todas as idades. O investimento em intercâmbio é um diferencial para a carreira profissional e, por isso, as vendas estão sempre em alta”, pontua o diretor.

Para comemorar os 18 anos, várias ações estão sendo desenvolvidas. Uma delas é o lançamento do novo portal, www.worldstudy.com.br, que inclui novidades, como a plataforma responsiva e a possibilidade de fazer orçamentos de intercâmbio pelo site, em tempo real, e simular programas de intercâmbio. Essa nova ferramenta facilita a vida de alunos e pais, num mundo em que ninguém tem tempo a perder. ”Com o orçamento feito pelo site, o cliente chega até nós com uma visão muito mais direcionada do que quer no seu pacote de intercâmbio”, avalia Paulo.

Outra ação da empresa é a Campanha Natal Solidário, que visa arrecadar brinquedos para presentear crianças carentes neste fim de ano. Até 17 de dezembro, os alunos que levarem um brinquedo novo ganham US$ 30 de desconto em sua matrícula. Ao doar dois brinquedos, o bônus é de US$ 60. As doações também podem ser feitas de forma espontânea, sem vínculo com a matrícula. Os brinquedos devem ser entregues no escritório da World Study (Rua Pium-í, 987, bairro Cruzeiro, Belo Horizonte/MG) até o próximo dia 17.

A Casa Filhos de Nazaré, da ONG Oproação, que abriga crianças de até 6 anos de idade em processo de adoção, foi a escolhida de 2016. A entrega dos presentes para as crianças será realizada no dia 18 de dezembro, após o fim da campanha. “O objetivo é despertar o espírito solidário entre nossos alunos e comunidade, proporcionando um Natal mais feliz para algumas crianças. Temos que fazer a nossa parte”, destaca Paulo.

Fundada em 1998 por ex-intercambistas, a World Study, organização brasileira de educação intercultural, oferece serviços e programas no exterior que antecipam as tendências da educação intercultural. A empresa conta com franqueados e filiais em Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Espírito Santo, São Paulo e no Amazonas.