Prefeitura leva Feira de Artesanato à orla da Ponta Negra

Quem estiver à procura de um presente de Natal pode encontrar em uma das barracas de artesanatos instaladas na orla da Ponta Negra, na zona Oeste de Manaus. De iniciativa da Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Desenvolvimento (Semtrad), a exposição reúne aproximadamente 60 quiosques com produtos artesanais até a próxima quinta-feira, 22, no horário de 16h às 23h.

Mais de 40 artesãos cadastrados no programa de Economia Solidária da secretaria participam da feira, que pretende aumentar as oportunidades dos comerciantes, levando itens artesanais de uso pessoal e de casa com qualidade e a preço justo para a população.

Biojoias, acessórios, artigos para decoração, toalhas pintadas à mão e bordadas, bonecas de pano, marchetaria, sandálias customizadas, estão entre os trabalhos artesanais que serão comercializados na feira. Produzidos com produtos regionais como sementes de açaí, fibras vegetais, penas e escamas de peixe, os produtos possuem preços que variam de R$ 2 a R$ 100.

Os artesãos apostam na qualidade e na criatividade para atrair o público. Dona Valdeína Tavares, 58, que produz artesanato há 15 anos, vai participar da feira pela primeira vez e está confiante com a saída de seus produtos. “Eu tenho boas expectativas e acredito que vou fazer boas vendas, porque produzo peças únicas e primo pelo bom acabamento”, contou.

De acordo com o diretor do Departamento de Economia Solidária da Semtrad, Virgílio Melo, além de beneficiar a arte e a cultura locais por meio do artesanato, a feira se mostra como uma alternativa para aumentar as vendas dos artesãos no fim de ano e levar opções de compras aos consumidores.

“Esse trabalho da Economia Solidária é muito gratificante para nós, porque nesse momento de crise, principalmente, podemos criar oportunidades para as pessoas e levar diversidade de produtos à população”, observou Virgílio.

 O Departamento de Economia Solidária da Semtrad desenvolve e gerencia programas de caráter permanente, visando ao cumprimento de planejamentos e promoção de atividades econômicas, articulando com os demais objetivos da Secretaria e, realizar estudos e levantamentos que possibilitem a integração das atividades econômicas solidárias no município de Manaus.

 Homenagem

 O início da feira aconteceu no dia em que se homenageia o ambientalista Chico Mendes, nascido em 15 de dezembro de 1944, conhecido pela luta em defesa dos seringueiros da Bacia Amazônica, através da conscientização das empresas em preservar a floresta.

O ativismo ecológico de Chico Mendes ganhou dimensões internacionais e o Movimento de Economia Solidária do Brasil decidiu que este dia deveria ser dedicado à nobre causa que representou a vida de Chico Mendes: o Dia Nacional da Economia Solidária.