FGTS pode financiar energia solar para habitações populares

Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderá ser usado para instalação de energia solar em residências do Programa Minha Casa, Minha Vida. A proposta consta em um protocolo de intenções assinado pelo ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, nesta semana, em São Paulo (SP). O documento foi elaborado em conjunto com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

A proposta foi assinada durante o 12º ConstruBusiness – Congresso Brasileiro da Construção, realizado pela Fiesp, com a presença de empresários e representantes de entidades do setor. Segundo Ronaldo Nogueira,  o governo federal está se empenhando na construção de residências ambientalmente sustentáveis e economicamente viáveis. “É o governo federal mostrando seu compromisso com o trabalhador brasileiro, com o meio ambiente e com a eficiência que evidentemente deve presidir as atividades empreendidas pelos setores público e privado”, declarou.

Evento – o 12º ConstruBusiness contou ainda com a presença do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, do vice governador de São Paulo, Márcio França, vice presidente da Fiesp, José Carlos de Oliveira Lima, deputado estadual Itamar Borges, e o diretor do departamento da indústria da construção da Fiesp, Carlos Eduardo Auricchio.

Outros dois protocolos de intenção foram assinados durante o encontro, com propostas para a padronização de um código de obras em São Paulo e a criação de um Grupo de Trabalho com o Governo Federal e iniciativa privada para desenvolvimento urbano.

O evento debateu ainda medidas para alavancar o ciclo de obras da construção e incentivar a competitividade do setor. Entre elas, o apoio ao ajuste fiscal, a queda da taxa de juros, e o aumento do crédito para o setor