Como sair do vermelho em 2017

 

 

Evandro Brandão Barbosa é mestre em educação, docente do CEULM/ULBRA, economista e administrador.

 

 

 

 

As dívidas acompanham as pessoas desde o instante da concepção e continuam durante toda a vida. Algumas dívidas são administradas e outras nem tanto; por isso, aprender a conviver com as dívidas é saber administrá-las. Quando se diz que alguém está no vermelho, significa que as suas receitas não são suficientes para pagar as suas dívidas.

Em 2017, pode ser um ano bom para quem está no vermelho sair dessa condição. Sair do vermelho não significa pagar todas as dívidas e pronto. Significa administrar as dívidas existentes, de modo a ter uma Receita maior do que o valor das dívidas. Portanto, a estratégia principal para quem está no vermelho é fazer um levantamento do valor de cada uma das dívidas e descobrir como negociar com cada um dos credores para pagá-las de acordo com as suas possibilidades financeiras e dentro de um prazo que fique bom para você e para o credor. Isso é sempre possível, quando você age com seriedade e inspira confiança ao credor.

A partir dessa primeira estratégia, parte-se para a segunda; e esta deve ser muito bem planejada, que é evitar fazer mais dívidas, principalmente com aquisição de bens ou serviços supérfluos. Ou seja, quem está buscando sair do vermelho precisa comprar somente o imprescindível, aquilo que é realmente necessário. Caso contrário, não vai conseguir sair do vermelho. A terceira estratégia é não comentar com pessoas que não são próximas a você, sobre as suas estratégias atuais para sair do vermelho. Esse processo é seu e de algumas poucas pessoas próximas a você, como os pais, alguns irmãos, esposa, esposo, filho, um grande amigo, uma grande amiga. É importante que seja assim, para que dê certo. Você é quem está no vermelho e o reflexo dessa situação ocorre na vida de pessoas bastante próximas a você, e não em pessoas que não gozam dessa proximidade.

Com as três estratégias iniciais, sair do vermelho passa a ser a sua meta principal em 2017. Cuidado com o consumo desnecessário; consumo por impulso, consumo somente porque outras pessoas estão consumindo, consumo incentivado por propagandas que criam as necessidades e depois vende os bens para satisfazê-las.

Finalmente, a última estratégia: estabeleça a sua meta para 2017, por exemplo, chegar ao mês de outubro de 2017 com uma sobra mensal de 30% dos meus rendimentos mensais. Assim, você saberá como fazer a cada mês para não gastar acima das suas possibilidades. E o mais importante de tudo, você deve fazer um controle escrito dos pagamentos das dívidas mês a mês. Assim como, deve fazer também, um controle escrito de todo o valor que você gasta e com o que gasta, somente assim você saberá para onde o seu rico dinheiro está indo. Sair do vermelho não é deixar de ter dívidas, é administrar as dívidas que se tem, para poder viver melhor em 2017.