Comitê de Desburocratização retoma encontros para a aceleração e modernização de processos

 

Serão retomadas a partir da próxima terça-feira, 17, as reuniões do Comitê de Desburocratização, criado pela Prefeitura de Manaus para inovar e modernizar cada vez mais os processos de licenciamento e melhorias urbanas, sociais e ambientais para a população. Nesta sexta-feira, 13, foi realizada uma reunião preparatória com os representantes de órgãos municipais que participam do comitê para atualização das ações de trabalho discutidas nos encontros do ano passado.

“Temos delineadas 43 ações de trabalho, de âmbito interno dos órgãos e outras externas, sugeridas pelos membros do grupo, pelo empresariado local e conselhos de entidade de classe. Um dos destaques do nosso trabalho é o licenciamento. Vamos reduzir a burocracia e melhorar a eficiência do Município”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), engenheiro Claudio Guenka.

Ele lembra que já está em fase final de estudo o sistema de licenciamento integrado, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), que envolverá também o Implurb e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), além do Visa Manaus, que são licenciadores.

O secretário municipal de Finanças, Ulisses Tapajós, destaca que o comitê é um instrumento grandemente fortalecido pelo prefeito e que visa criar uma série de mecanismos facilitadores para a vida das empresas e dos cidadãos. “Vamos fomentar mais ambientes de negócios para seguirmos combatendo a crise. Estamos organizando as estratégias para 2017, com o intuito de servirmos sempre ao bem-estar da população manauara”. Tapajós é o presidente do Comitê de Desburocratização, tendo Claudio Guenka como vice.

O comitê

O comitê é formado por representantes das instituições dos segmentos do comércio, indústria, construção civil, mercado imobiliário, entidades de classe e secretarias licenciadoras da Prefeitura de Manaus, como a Semef, Semmas, Visa Manaus e o Implurb.